INÍCIONOTÍCIAS
5 Mitos sobre mec...
5 Mitos sobre mecânica de caminhão

5 Mitos sobre mecânica de caminhão


Novidades : 26/09/2019

Blog post fb e mail 02

Rodar o dia todo em diferentes estradas pode não só ser desgastante para o motorista, mas também para o motor do veículo. Quando o assunto é mecânica de caminhão, muitas práticas são repassadas de um caminhoneiro ao outro, mas alguns mitos podem prejudicar o bom desempenho do motor e trazer alguns riscos para os ocupantes.

Pensando na segurança dos condutores e no próprio veículo, explicamos 5 mitos que são muito comuns entre os que permanecem nas rodovias. Continue a leitura e confira!

 

1.  Descer em ponto morto economiza combustível

Quem nunca ouviu que descer em ponto morto ajuda na hora de economizar o combustível? Esse mito é muito comum entre os motoristas, mas os efeitos desta prática não são reais, mas, ao contrário do que se pensa, o gasto é ainda maior.

A famosa “banguela” faz com que a injeção eletrônica do motor entenda que o veículo está em uma marcha mais baixa e libera ainda mais combustível. Além disso, é preciso ficar atento aos riscos para a segurança, pois descer em ponto morto causa instabilidade e o sistema de freio fica sobrecarregado caso precise ser usado.

 

2. A válvula termostática não tem utilidade

Responsável pela regulagem do fluxo do líquido de arrefecimento (que realiza a troca de calor entre o propulsor e o radiador do seu veículo), a válvula termostática é uma importante peça da mecânica do seu caminhão.

Antigamente, o seu mau funcionamento, principalmente em caminhões, causou uma má fama e fez com que muitos optassem por retirá-la. Porém, com o passar do tempo, as válvulas foram melhoradas e não apresentam problemas frequentes.

Ela funciona da seguinte maneira: quando o motor está frio, o líquido permanece circulando pelo motor, para o aquecer. Mas, em caso de superaquecimento, ele é levado ao radiador. Assim, a retirada da válvula reduz a capacidade do líquido de arrefecimento, o que impede que o motor trabalhe em sua temperatura ideal.

 

3. Não adicionar aditivo no radiador

Diferente do que muitos pensam, o uso de aditivo no radiador auxilia na preservação do motor do caminhão. Essa substância, tem a capacidade de transformar a água, aumentando os intervalos entre congelamento e fervura em épocas de temperaturas extremas. Além disso, possui propriedades anticorrosivas, protegendo a mecânica do motor de ferrugem e corrosão.

 

4. 15 minutos para aquecer o motor

Herança do tempo em que os caminhões não tinham injeção eletrônica ou óleos lubrificantes, o mito continua e muitos motoristas acham necessário aquecer o motor por cerca de 15 minutos antes de pegar a estrada.

Atualmente, essa prática não é necessária, pois o óleo mais viscoso é mais eficiente e o motor consegue trabalhar tanto em temperaturas altas como em baixas. Além disso, quando o caminhão está rodando, partes como embreagem, rolamentos, freios e, até mesmo, o próprio motor são aquecidos.

 

5. É bom para a ignição ligar e desligar o motor

Outro costume herdado dos caminhoneiros mais antigos é o ligar e desligar do caminhão para facilitar a ignição. Antigamente, isso era necessário em caminhões que usavam carburador e eram abastecidos com gasolina.

Esse mito se manteve e muitas pessoas acham que isso é importante para a lubrificação. Mas, nos novos caminhões, esse hábito acaba por causar um gasto desnecessário de diesel e pode prejudicar o motor e as turbinas.

Você se identificou com algum desses mitos? Quer ler mais dicas sobre mecânica de caminhão? Confira nosso artigo sobre como gastar menos combustível e rodar mais!

Peças
Blog
Iso 9001